Archive | May, 2016

Fichamento dos capítulos “A Janela do Cinema e a Identificação” (p. 11 a 18) e ” A Decupagem Clássica” (p. 19 a 30). Livro “O Discurso Cinematográfico” – Ismail Xavier.

31 May

Teoria do Cinema_2016

Em A janela do Cinema e a Identificaçãoos pontos importantes a serem destacados serão:

A fotografia é o primeiro princípio de análise do texto, considerada o objeto capaz de criar sua própria imagem através da ação da luz sobre o material sensível. Isso se trata da indexalidade da imagem fotográfica.

A celebração do realismo da imagem fotográfica é intensa no cinema, pois é onde ocorre o aumento do coeficiente de fidelidade e multiplicação do poder de ilusão. O poder da realidade no cinema.

A câmara só é posta em funcionamento uma vez e um registro contínuo da imagem é efetuado, captando um certo campo de visão; entre o registro e a projeção da imagem nada ocorre senão a revelação e copiagem do material. p. 13

O espaço limitado pela câmera pode fornecer uma definição de espaço além do visível. Burch comenta que existem dois tipos…

View original post 584 more words

Blog – QUESTÕES CINEMATOGRÁFICAS de EDUARDO ESCOREL

19 May

http://revistapiaui.estadao.com.br/questoes-cinematograficas/

EDUARDO ESCOREL, CINEASTA, DIRETOR DEPAULO MOURA – ALMA BRASILEIRA, É AUTOR DEADIVINHADORES DE ÁGUA, DA COSAC NAIFY.

 

Destaque:

http://revistapiaui.estadao.com.br/blogs/questoes-cinematograficas/geral/moscou-de-outro-angulo

 

Veja também:

 

 

 

AntiCast 232 – Você precisa conhecer o Cinema Indiano!

18 May

Você precisa conhecer o AntiCast!

 http://www.b9.com.br/64654/podcasts/anticast/anticast-232-voce-precisa-conhecer-o-cinema-indiano/

AntiCast é um podcast. Um arquivo de áudio digital, publicado e distribuído através de podcasting, usando tecnologia RSS.

Também pode ser entendido como um programa, como por exemplo um programa de rádio, mas que é distribuído em outra plataforma.

Quem usa IOS no IPhone teste o app  Podcasts que vem com o sistema e facilita muito a experiência.

Saiba mais:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Podcast

https://pt.wikipedia.org/wiki/Podcasting

https://pt.wikipedia.org/wiki/RSS

Ouça:

http://www.b9.com.br/64654/podcasts/anticast/anticast-232-voce-precisa-conhecer-o-cinema-indiano/

“Olá, antidesigners e brainstormers!
Neste episódio, Ivan Mizanzuk, Isabel Wittmann (Estante da Sala; Cinema em Cena) e Giovanna Michelato (Avec Gigi) entrevistam Juily Manghirmalani (Coletivo Lumika), especialista em Bollywood, sobre o fantástico cinema indiano. Quantas indústrias de cinema existem na Índia? Qual a importância do cinema na cultura do país? Por que eles são tão longos e tão musicais? É um cinema socialmente crítico ou apenas para diversão? Ouça, se divirta, e confira os links abaixo com as recomendações!
Editado por Felipe Ayres

Seja o próximo Podcast do AntiCast!

Cursos de Aquarela do Beccari

Curso Pensar Infográfico
14 e 15 de Maio em São Paulo
contato@pensarinfografico.com.br

Links
Curso da Juily sobre Cinema Indiano em São Paulo de 16 a 19 de maio, no b_arco

Blog Estante da Sala (Isabel Wittmann)
Cinema em Cena (onde a Isabel assina a coluna “Vestindo o Filme”)
Avec Gigi (Giovanna Michelato)
Coletivo Lumika (Produtora de vídeo, com conteúdo focado em temas LGBT, onde a Juily Manghirmalani trabalha)

Artigos
[Artigo acadêmico sobre a partição da Índia e Paquistão, citado pela Isabel]O ato de testemunhar: violência, gênero e subjetividade

[Artigo sobre Bollywood e Violência de Gênero, citado pela Isabel – Em inglês]Bollywood And Gender Violence

Texto de Isabel Wittmann sobre o figurino no filme de época indiano “Jodhaa Akbar”

Vídeos
Cena maravilhosa de “Johdaa Akbar”

Cena de “Sholay”, um dos filmes mais famosos da história do cinema indiano, de 1975. Se a mocinha parar de dançar, o namorado morre.

“Bodyguard” (2011) Filme ruim, mas com cena de abertura tão tosca que sempre vale a pena ver

Música de Om Shanti Om que o Ivan está viciado

Música “All Izz Well”, do filme “3 Idiotas”

Música do filme “PK”

Recomendações de Filmes
Lista da Juily
Dilwale Dulhania Le Jayenge (1995)
Lajja (2001) [o filme que discute questões de gênero e abuso a mulheres e foi mal recebido na Índia, apesar do sucesso da trilha sonora]
LSD: Love, Sex Aur Dhokha (2010)
Bombay Talkies (2013)
Trilogia dos Elementos, da cineasta Deepa Mehta
Dhobi Ghat (Mumbai Diaries) (2010)
Dev.D (2009)
Devdas (2002)
Um Casamento à Indiana (2001)

Lista da Isabel
Jodhaa Akbar (2008)
Pinte de Açafrão (2006)
Swades: We, the People (2004)
Como Estrelas na Terra (2007)
Noiva e Preconceito (2004) [da diáspora]
The Lunchbox (2013)
Wake Up Sid (2009)
Zindagi Na Milegi Dobara (2011)

Lista da Giovanna
Om Shanti Om (2007)
Dhoom:2 (2006)
Dhoom:3 (2013)
Bunty Aur Babli (2005)
Kal Ho Naa Ho (2003) [Filme que a Giovanna falou que é de chorar até morrer]
My Name Is Khan (2010)
Kabhi Khushi Kabhie Gham… (2001)
Devdas (2002)

Lista do Ivan
PK (2014)
3 Idiotas (2009)
Om Shanti Om (2007)
Swades: We, the People (2004) [Filme que mostra o interior da Índia e questiona o sistema de castas]

Atores e Atrizes citados
Aamir Khan (o predileto do Ivan)
Shah Rukh Khan (o “Brad Pitt” indiano, paixão da Giovanna Michelato)
Deepa Mehta (Diretora)
Shabana Azmi

Podcasts do AntiCast
Visual+Mente
Três Páginas
Não Obstante
Projeto Humanos
É Pau É Pedra

 

 

Cineastas e Imagens do Povo (1985) – Jean-Claude Bernarde

3 May

A partir da última década do século XX, o cinema documentário ressurgiu com força e recuperou prestígio no Brasil, tornando-se um gênero cultuado pela nova geração de realizadores. A reedição de Cineastas e imagens do povo, publicado originalmente em 1985 pela editora Brasiliense, permite compreender melhor as tendências recentes e as inovações do cinema brasileiro contemporâneo, em diálogo com a tradição.
O múltiplo Jean-Claude Bernardet – crítico, professor, pesquisador, historiador, escritor, roteirista, ator e cineasta – parte da linguagem dos filmes para analisar os conflitos ideológicos e estéticos dos cineastas na sua relação com a imagem do povo. O autor estuda filmes como Viramundo, de Geraldo Sarno, ABC da greve, de Leon Hirzman, Opinião pública, de Arnaldo Jabor, Aruanda, de Linduarte Noronha, Porto de Santos, de Aloyisio Raulino, Greve, de João Batista de Andrade, e Subterrâneos do futebol, de Maurice Capovilla, entre outros.
Bernardet também comenta filmes que se relacionam com os documentários analisados, como Barravento e Terra em transe, de Glauber Rocha, Garrincha, alegria do povo, de Joaquim Pedro de Andrade, Memórias do cárcere e Vidas secas, de Nelson Pereira dos Santos.
Cineastas e imagens do povo ultrapassa seu objetivo inicial e propõe uma formulação teórica sobre o cinema brasileiro como um todo. Esta reedição atualizada inclui também filmografia inédita e novos ensaios, sobre Cabra marcado para morrer, de Eduardo Coutinho, Os anos JK, de Sílvio Tendler, O homem que virou suco, de João Batista de Andrade, entre outros filmes.

Blog do Bernardet

http://jcbernardet.blog.uol.com.br/

 

 

%d bloggers like this: